Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Como deve ser o futuro?

11 minute read

Atualizado em

Vivemos em um mundo desigual.

Em 2018, os 26 indivíduos mais ricos do mundo possuíam a mesma quantidade que os 50% mais pobres da população humana.

Desigualdade global: as 26 pessoas mais ricas possuem a mesma quantidade que os 3,8 bilhões de pessoas mais pobres!

Mas a desigualdade é mais do que dinheiro: é também sobre oportunidades e escolhas. Vamos pensar em dois jovens adultos, Alex e Jesse, ambos nascidos no ano de 2000. Alex teve a sorte de nascer em um país rico e altamente desenvolvido, mas Jesse mora em um dos países mais pobres e menos desenvolvidos do mundo.

Conheça Alex e Jesse

20 anos depois, onde estão eles? Bem, há 50% de chance de Alex estar cursando a universidade agora. Mas a situação de Jesse não é a mesma. Há apenas 3% de chance de que esteja cursando a universidade. Na verdade, é pior do que isso! Há 17% de chance de Jesse morrer antes de seu 20º aniversário.

Alex e Jesse agora

É justo que coisas que não podemos escolher, como onde nascemos, tenham um impacto tão grande em nossas vidas?

Mudanças climáticas e desigualdade

As mudanças climáticas devem piorar esse tipo de desigualdade global.

Até o momento, os países mais ricos, como os Estados Unidos e os países europeus, são os que mais contribuem para as mudanças climáticas devido à alta dependência de combustíveis fósseis.

No Níger, na África, cada pessoa produz em média 0,1 tonelada de CO₂ por ano. Quanto tempo você acha que leva para o norte-americano médio produzir essa quantidade de CO₂?


Apesar disso, os impactos atuais das mudanças climáticas estão sendo sentidos de forma mais severa nos países africanos, onde a variabilidade climática e eventos meteorológicos extremos estão contribuindo para o aumento da fome. Isso é extremamente injusto!

Espera-se que esse padrão continue no futuro:

Impactos na mortalidade provocado pelas mudanças climáticas em 2100 por região

Vemos essa tendência em todo o mundo. Pessoas que já estão em desvantagem, como aquelas que sofrem de desigualdade de acesso à riqueza, educação e influência política, serão as mais afetadas pelas mudanças climáticas, embora sejam as menos culpadas por isso.

Isso cria um ciclo vicioso entre as mudanças climáticas e a desigualdade.

Justiça climática

As causas e consequências das mudanças climáticas são marcadas por desigualdades e injustiças. Já as soluções para as mudanças climáticas não precisam ser!

O movimento "justiça climática" luta pela proteção dessas pessoas vulneráveis aos impactos climáticos. Ele argumenta que os custos para lidar e resolver as mudanças climáticas devem ser compartilhados de forma justa entre os países.

Atualmente, a comunidade internacional está se esforçando para limitar o aquecimento global a 1,5 °C. Isso pode ser uma oportunidade para construir uma sociedade justa e imparcial.

Como seria uma sociedade imparcial e justa?

Em 2015, as Nações Unidas definiram uma percepção do que seria essa sociedade imparcial e justa para o clima. Eles adotaram os dezessete “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O desenvolvimento sustentável é geralmente definido como: aquele que provê as necessidades da população atual sem comprometer a das gerações futuras.

Em outras palavras, trata-se de cuidar não apenas de nós mesmos, mas de todas as pessoas que viverão neste planeta no futuro. Então, o que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável pretendem alcançar?

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são baseados em quatro objetivos principais:

  • Prosperidade econômica - atendendo às necessidades de todos
  • Inclusão social - dando a todos as oportunidades que merecem
  • Sustentabilidade ambiental - protegendo o planeta
  • Boa governança - fazer políticas justas e cooperar internacionalmente

Eles abrangem todos os aspectos da vida humana e do meio ambiente e incluem uma meta específica que apela à "ação contra a mudança global do clima".

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável imaginam um mundo onde não temos que escolher entre a felicidade humana e a saúde ambiental. Eles nos mostram oportunidades, vantajosas para ambos os lados, que reduzem a desigualdade e melhoram a vida das pessoas ao mesmo tempo que protegem o meio ambiente e interrompem uma crise climática.

Este curso cobre apenas algumas das ações que podem ser realizadas para alcançar quatro dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ao mesmo tempo que se combate as alterações climáticas.

Nossos capítulos e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Por onde começamos? Que tal evitar milhões de mortes por câncer e outras doenças e, ao mesmo tempo, reduzir as emissões de gases de efeito estufa? É disso que trata o próximo capítulo!

Próximo Capítulo