Gases de Efeito Estufa: O que está aquecendo a nossa Terra?

14 minute read

Atualizado em

Vamos analisar mais detalhadamente os gases de efeito estufa.

Existem alguns gases de efeito de estufa

Quanto de cada gás de efeito estufa existe na nossa atmosfera?

Parcela das emissões de gases de efeito estufa

Diferentes gases de efeito estufa diferem em sua capacidade de absorver radiação e no seu tempo de permanência na atmosfera (seu “tempo de vida”).

Qual gás de efeito estufa tem a maior permanência na atmosfera?


Os gases fluorados são uma família de gases emitidos em vários processos industriais, como na produção de refrigeradores, nos propulsores de aerossol e nos supressores de incêndios. Eles podem permanecer na atmosfera por milhares de anos.

Ao comparar os gases de efeito estufa, precisamos considerar cada um desses fatores: quanto calor eles absorvem, quanto tempo eles permanecem na atmosfera e quanto os seres humanos emitem.

Como comparar os gases de efeito estufa?

A maneira mais comum de se comparar os gases de efeito estufa é medindo o seu Potencial de Aquecimento Global (PAG).

O PAG mede o impacto relativo de uma tonelada de gás de efeito estufa em comparação com uma tonelada de CO₂.

Valores de PAG ao longo do tempo para o metano, óxido nitroso e dióxido de carbono

Esse gráfico mostra os valores do PAG para os gases de efeito estufa em comparação com o CO₂ para qualquer momento específico após a sua emissão. Como diferentes gases de efeito estufa permanecem na atmosfera por períodos distintos de tempo, seu PAG pode mudar muito dependendo do espaço de tempo considerado (20 ou 100 anos, por exemplo).

Normalmente, consideramos o efeito total ao longo de vários anos e não apenas no momento. Isso é para levar em conta as diferenças no tempo de permanência:

  • PAG20: aquecimento total de um gás de efeito estufa comparado ao CO₂ após 20 anos
  • PAG100: aquecimento total de um gás de efeito estufa comparado ao CO₂ após 100 anos. Esse é o mais utilizado.

O PAG100 do metano, por exemplo, é 28. Isso significa que uma tonelada de metano teria um impacto de aquecimento 28 vezes maior do que a mesma quantidade de CO₂ durante um período de 100 anos. Esse "impacto de aquecimento" é medido como uma forçante radiativa, ou seja, o impacto que ele tem na alteração do equilíbrio de radiação recebida e irradiada entre a Terra e a atmosfera.

Valores de PAG100 para o metano e o dióxido de carbono

Os valores de PAG são utilizados para combinar os diferentes gases de efeito estufa em uma mesma medida de emissões. Isso é chamado de equivalentes de dióxido de carbono (CO₂e) e nos indica o quanto de CO₂ causaria o mesmo aquecimento quando comparado a uma quantidade específica de outro gás de efeito estufa.

Calculamos o CO₂e através da multiplicação da quantidade de emissões para um gás de efeito estufa específico pelo seu fator PAG100. Para continuar com o exemplo dado acima, 2 kg de metano com um PAG de 28 produziriam 56 kg de CO₂e. Agora que sabemos como comparar os gases de efeito estufa, vamos analisar detalhadamente cada um deles.

Dióxido de carbono (CO₂)

O CO₂ é o gás de efeito estufa mais importante liberado diretamente pela atividade humana. É produzido em grande quantidade por fatores antropogênicos e permanece na atmosfera durante muito tempo.

PAG, percentual de emissões, tempo de vida e fontes de CO₂

Metano (CH4)

A duração do metano na atmosfera é muito menor comparado com o CO₂. Entretanto, ele é mais eficiente em armazenar radiação.

PAG, percentual de emissões, tempo de vida e fontes de metano

Óxido nitroso (N2O)

O óxido nitroso tem um PAG muito maior do que o CO₂, mas ele é menos emitido e possui menos fontes. Portanto, o óxido nitroso tem menos impacto no clima global atualmente.

PAG, percentual de emissões, tempo de vida e fontes de N₂O

Gases fluorados

Os gases fluorados podem permanecer na atmosfera durante milhares de anos e possuem um valor alto de PAG. No entanto, essas emissões são menores em comparação com outros gases de efeito estufa. Um exemplo de gás fluorado é o HFC-23 (CHF₃).

PAG, percentual de emissões, tempo de vida e fontes de gases fluorados

O PAG100 é uma boa maneira de comparar gases de efeito estufa?

O PAG (100 anos) e o CO₂e são medidas simples, fáceis e normalmente utilizadas. No entanto, bons cientistas devem sempre analisar atentamente o verdadeiro significado delas. O PAG (100 anos) e o CO₂e superestimam a importância de gases de efeito estufa de curta duração.

Vimos que o metano tem um PAG100 mais alto do que o CO₂. Na realidade, ainda que o metano tenha uma forte influência de aquecimento quando é emitido pela primeira vez, essa característica diminui rapidamente em algumas décadas. Por outro lado, o CO₂ se acumula na atmosfera e continua a causar aquecimento ano após ano.

Como o aumento, a estagnação ou a queda das emissões de CO₂ e metano influenciarão o aquecimento global

Se as emissões de metano caírem para zero, o aquecimento irá parar rapidamente. Mas se as emissões de CO₂ forem zeradas, o CO₂ que já está na atmosfera continuará a aquecer a Terra por muito tempo!

Há uma forma melhor de comparar os gases de efeito estufa?

Qualquer índice adequado para impactos a longo prazo seria enganoso para impactos a curto prazo e vice-versa. Adotar um índice que sofre mudanças com o passar do tempo poderia ajudar, mas seria mais complexo e causaria mais incertezas.

Conclusões

A liberação de gases de efeito estufa na atmosfera pelo seres humanos está acarretando rápidas mudanças climáticas. Nós analisamos diferentes tipos de gases de efeito estufa e quanto cada um contribui para o aquecimento global.

Nos próximos capítulos, iremos analisar a origem dessas emissões.

Próximo Capítulo