Ativismo: Como protestar de forma eficaz

14 minutos de leitura

Atualizado em: 14 Dec 2020

As ações de apenas uma pessoa não são suficientes para parar as mudanças climáticas . Então, o que você pode fazer para incentivar uma mudança mais ampla e sistemática?

Bem, você pode votar ! Mas é preciso um grande número de votos para ganhar uma eleição e algumas pessoas são jovens demais ou incapazes de votar. Por esse motivo, a fim de fazer suas vozes serem ouvidas, algumas pessoas se voltam para o ativismo.

O que é ativismo?

Um ativista é alguém que trabalha para conscientizar as pessoas acerca de uma causa com o objetivo de gerar mudança. Você provavelmente já ouviu falar de alguns:

  • Greta Thunberg - Mudanças climáticas - de 2003 até Hoje
  • Nelson Mandela - Igualdade racial na África do Sul - de 1918 a 2013
  • Malala Yousafzi - Educação para mulheres - de 1997 até Hoje

Ativistas frequentemente unem forças em grandes grupos. Por exemplo, Greenpeace, Fridays for Future, e Extinction Rebellion são grupos ativistas que lutam por causas ambientais .

Image of Terrinha Ativista

Terrinha Ativista

O que os ativistas fazem?

Por vezes, esses grupos organizam grandes protestos. Por exemplo, em março de 2019 várias organizações promoveram a primeira “Global Climate Strike” (Greve Climática Global), onde aproximadamente 1,6 milhão de pessoas saíram nas ruas em cidades de todo o mundo para exigir ação climática .

Contudo, não podemos dizer que tudo que os ativistas fazem é protestar :

Image of Ações que ativistas podem tomar

Ações que ativistas podem tomar

Cada vez mais, o ativismo também está acontecendo online: por exemplo, mais de metade dos estadunidenses usam redes sociais para se envolver com ideias políticas .

Image of Ações do ativista online

Ações do ativista online

Mas isso realmente funciona?

Ativistas buscam alcançar muitas coisas com seus protestos. Os dois maiores objetivos são desencadear uma ação direta por parte do governo e mudar ideais dentro de uma população mais vasta, aumentando a conscientização. Vamos dar uma olhada nesses um a um…

Objetivo 1: Fazer as coisas acontecerem

Os protestantes muitas vezes têm demandas claras que querem que sejam atendidas. Por exemplo :

Image of Protestos sobre oleodutos em Wet’suwet’en

Protestos sobre oleodutos em Wet’suwet’en

No entanto, como os governos tomam decisões por diferentes razões, é extremamente difícil saber se as ações governamentais ocorrem como resultado direto de protestos . Isso torna difícil saber se o protesto em si foi bem sucedido em causar a mudança .

Além disso, por vezes os governos tomam ações que prejudicam manifestantes, ao invés de ajudá-los. Por exemplo, em junho de 2020, cerca de 15 a 26 milhões de estadunidenses participaram de protestos em torno do país, em grande parte pacíficos, em prol do movimento Black Lives Matter . Em alguns locais, a polícia respondeu com violência desproporcional, inclusive disparando balas de borracha e pulverizando gás lacrimogêneo contra os manifestantes .

Isso pode acontecer com ativistas ambientais também: em 2019, a polícia francesa utilizou gás lacrimogêneo em um grupo de manifestantes climáticos que bloqueavam uma ponte em Paris . Em alguns países, a aplicação da lei contra manifestantes pode ser ainda dura, através de detenção ou violência .

Embora manifestantes, como os aqueles de Wet’suwet’en no Canadá, tenham exigências claras, um protesto não é necessariamente um fracasso se elas não forem cumpridas. Isso porque os manifestantes também têm outro objetivo…

Objetivo 2: Mudar a mente das pessoas

De várias formas, o ativismo é uma luta por atenção . Se ativistas conseguem que pessoas o suficiente pensem sobre um problema, talvez sejam capazes de alterar como pensam sobre ele também. Como?

Uma maneira de fazer isso é alterando as palavras e imagens pessoas usam para descrever um problema.

Por exemplo nos últimos anos, a linguagem do ativismo climático passou de preocupações sobre a Terra estilo “abraçando árvores” (pense em ursos polares) para preocupações sobre os impactos das alterações climáticas em pessoas e direitos . Essa imagem tende a mover as pessoas para agir de maneira mais eficaz .

Image of Que imagens funcionam melhor para o ativismo climático?

Que imagens funcionam melhor para o ativismo climático?

Os protestantes também buscam mudar a visão das pessoas a respeito de um tópico. Por exemplo, veja como a opinião pública americana mudou desde os protestos "Black Lives Matter" em 2020:

Image of A opinião pública pode mudar rapidamente

A opinião pública pode mudar rapidamente

É impossível dizer o quanto dessa mudança pode estar ligada aos protestos, mas os ativistas devem ter algum crédito pela mudança de perspectiva nacional.

Finalmente, há algumas evidências de que ativistas podem tornar as pessoas mais propensas a votar em políticos específicos . Vejamos outro exemplo dos EUA…

Em 2009, uma organização chamada “Tea Party” organizou protestos para apoiar os políticos conservadores nos EUA. Um estudo encontrou evidências de que cada novo manifestante nesses eventos levava a 12 novos votos conservadores !

Quando os protestos funcionam?

Image of Grandes protestos pacíficos são mais bem sucedidos do que os violentos

Grandes protestos pacíficos são mais bem sucedidos do que os violentos

Mas quão grande precisa ser um protesto?

Um estudo famoso sobre protestos antigovernamentais demonstrou que se um protesto tem 3,5% de uma população envolvida é quase certo seu sucesso .

Mas, estudos que analisaram outros tipos de protesto descobriram que é preciso muito mais pessoas - até um quarto da população de um país . No entanto, todos estão de acordo de que quanto maior for o protesto, maior a chance de que ele seja bem sucedido .

As coisas tornam-se um pouco mais complicadas quando há dois grupos protestando em oposição direta. Aqui nós sabemos que a diferença de tamanho entre os dois movimentos se torna importante .

Um problema ainda pior quando há dois grandes movimentos de protesto de ambos os lados de um argumento é que as opiniões podem tornar-se ainda mais extremas . Isso piora o problema, porque se torna mais difícil para cada um dos lados encontrar um terreno médio e um compromisso . Isso é conhecido como polarização.

Image of Polarização entre cães e gatos

Polarização entre cães e gatos

Isso não quer dizer que se um protesto for suficientemente grande será sempre bem sucedido. Por exemplo, depois do colapso financeiro global em 2008, os protestos contra a desigualdade atraíram milhões de manifestantes em todo o mundo. Apesar disso, a desigualdade global agora está pior do que nunca .

Porque a violência falha

Você pode pensar que, uma vez que os protestos são, em parte, uma luta pela atenção, os protestos mais extremistas ou violentos atraem mais atenção e, portanto, são mais bem sucedidos.

Na verdade, evidências sugerem que protestos violentos são consideravelmente menos eficientes que protestos pacíficos . Olhe esses números!

Image of Campanhas não violentas tendem a ter mais sucesso

Campanhas não violentas tendem a ter mais sucesso

Você leu certo, as campanhas violentas têm mais do dobro de probabilidade de falhar do que as pacíficas !

A diferença é particularmente gritante quando você compara protestos pró-democracia violentos e não violentos :

Image of O impacto de campanhas não violentas

O impacto de campanhas não violentas

Por quê? Porque protestos violentos :

  • Fazem com que seja mais difícil para muitas pessoas se envolverem, já que algumas pessoas são incapazes de participar de atividades violentas (por exemplo, os jovens) ou têm medo, o que limita a dimensão dos protestos violentos, o fator mais importante.
  • Aumentam a probabilidade de as forças armadas responderem desproporcionalmente, o que esmaga o protesto.

Ativismo Online

Com quase 60% da população mundial tendo acesso à Internet, não é surpresa que o ativismo online esteja se tornando tão popular .

Uma maneira de o ativismo acontecer online é através de petições…

O que é uma petição?

Uma petição é um pedido por escrito assinado por muitas pessoas para uma pessoa ou órgão de autoridade, como o governo ou uma empresa, na esperança de encontrar uma solução para um problema .

A teoria é que quanto mais pessoas assinarem a petição, mais pressão o órgão de autoridade receberá para acatar o pedido .

Image of Petição apoiando sorvete grátis para todos

Petição apoiando sorvete grátis para todos

No Reino Unido, qualquer um pode criar uma petição, mas deve receber 10 000 assinaturas para receber uma resposta do Parlamento e mais de 100 000 para que seja debatida !

No entanto, até isso não significa que o pedido será concedido. De fato, em 2017, quatro das dez petições mais assinadas nem sequer foram debatidas, e nenhuma delas foi bem sucedida . Esses não são bons números!

Eu deveria assinar uma petição?

Devido à alta taxa de falha das petições, você pode estar pensando que não há razão para assiná-las .

Os assinantes de petições são às vezes chamados de "ativistas de sofá" - ativistas "preguiçosos" que sentem como se tivessem criado mudança sem realmente se envolverem com ações diretas .

Image of O que é "ativismo de sofá“?

O que é \"ativismo de sofá“?

As petições têm, no entanto, alguns benefícios.

As petições e outras formas de ativismo online, como a partilha de informações sobre os meios de comunicação social são pacíficos, seguros e acessíveis a qualquer pessoa com uma conexão à internet .

Isso ajuda a fazer mais pessoas se envolverem com problemas. Embora ativistas online possam passar menos tempo sendo “ativistas” do que aqueles que frequentam protestos físicos, é possível argumentar que só o número deles já os torna uma parte igualmente impactante de um movimento .

Image of Porque ter uma "periferia" forte importa

Porque ter uma \"periferia\" forte importa

Além disso, o ativismo online é uma grande porta de entrada para as pessoas se tornarem mais apaixonadas por questões importantes e se moverem para ativismos mais diretos. Dê uma olhada:

Image of Características comuns dos assinantes de petições

Características comuns dos assinantes de petições

Não há mal nenhum em assinar todas as petições que te interessam, contanto que cada clique seja acompanhado por uma ação real online ou física, ou com mais educação sobre o assunto!

Conclusão

Ao contrário dos outros passos pessoais que observamos neste curso, não há como dizer quanto CO₂ poderia ser poupado através da sua participação em protestos.

Mas podemos ver como os protestos anteriores foram bem sucedidos em mudar como as pessoas pensam sobre um problema, a fim de aprender como eles poderiam ser aplicados ao movimento ambiental.

Além de benefícios ao planeta, estudos sugeriram que ir protestar pode melhorar a autoconfiança , aumentar o bem-estar a longo prazo , ajudar a desenvolver habilidades e conhecimentos e mais .

Enquanto você permanecer atento e seguro e combinar o ativismo com compromissos de longo prazo pela mudança real, há pouco dano em fazer sua voz ser ouvida , e há uma chance de você contribuir para uma mudança significativa .

Image of Ações para ajudar a combater as alterações climáticas

Ações para ajudar a combater as alterações climáticas

Se você decidir ir protestar, é muito importante lembrar que protestos, não importa quão pacíficos, nem sempre são seguros ou legais. Certifique-se de estar bem preparado e pesquisar as leis e direitos do seu país antes de sair.

Próximo capítulo